BLOG



Setor Oeste: um passeio pelo bairro mais charmoso da capital

| 6 de agosto de 2019


Rodeado por muitas facilidades e um charme histórico, não é por acaso que o Setor Oeste figura como um dos bairros mais admirados pelos goianienses. Sua expressiva lista de opções comerciais e de serviços eleva o Setor Oeste a figurar no topo da lista de bairros mais urbanizados da capital. 

No entanto, essa característica não afeta a capacidade do Oeste de oferecer opções de atividades e passeios culturais e de lazer para todos os gostos. Seja um piquenique ou a corrida de fim de tarde nos parques, a visita a um museu ou uma volta pelas barraquinhas da Feira da Lua na Praça Tamandaré, ou mesmo uma caminhada com os pets pela Praça do Sol, o Oeste tem diversos motivos para ser o bairro mais charmoso da capital. 

 

Lago das Rosas

 

O mais tradicional parque de Goiânia, o Lago das Rosas também é um dos mais antigos: foi construído na década de 40. Em seus mais de 300 mil metros quadrados de área verde, o parque oferece pista de cooper, lagos, passeio de pedalinhos, playground, estação de ginástica, mureta e trampolim em estilo art déco, que era dominante na época. 

Um dos destaques da região do Lago das Rosas é o Jardim Zoológico de Goiânia, que abriga animais das mais diversas espécies. 

 

Bosque dos Buritis

 

O primeiro marco turístico da capital, o Bosque dos Buritis é o mais antigo parque de Goiânia. Com mais de 140 mil metros quadrados, além da vegetação que atrai quem procura por tranquilidade, a área do parque também abriga a Assembleia Legislativa, o Museu de Arte de Goiânia e o Centro Livre de Artes da Prefeitura. Seus três lagos artificiais são abastecidos pelo córrego Buriti. Além disso, o Monumento à Paz Mundial, que abriga terras provenientes dos mais diversos países, e uma fonte – a maior da América do Sul – que atinge cinquenta metros de altura, chamam a atenção dos goianienses e de turistas. 

 

Museu de Arte de Goiânia

 

Dentro da tranquilidade do Bosque dos Buritis, o Museu de Arte de Goiânia é uma atração interessante para quem gosta de passeios culturais. Tendo sido inaugurado em 1970, esse é o primeiro museu público de artes plásticas da região Centro-Oeste. 

O acervo do MAG expõe desenhos, pinturas, fotografias e gravuras de obras de arte visual produzida em Goiás e também arte moderna e contemporânea brasileira e internacional. O museu, que tem visitação gratuita, também recebe exposições e eventos especiais periodicamente. 

 

Praça Tamandaré

 

Parte da história do Setor Oeste, a Praça Tamandaré é um espaço verde que atua como um refúgio tranquilo e acolhedor para os moradores do bairro. Nas noites de sábado abriga a segunda maior feira ao ar livre de Goiânia, ficando atrás apenas da Feira Hippie. 

Visitar a Feira da Lua, passar pelas barraquinhas de comidas e conferir a enorme variedade de itens à venda é um passeio indispensável no bairro. Já no mês de dezembro, a decoração natalina, repleta de luzes e com um túnel iluminado, atrai e encanta quem passa pela praça. 

 

Praça do Sol

 

Localizada no coração do Setor Oeste e um dos cartões postais do Setor Oeste, a Praça do Sol é conhecida também por abrigar durante todos os domingos a Feira do Sol. É também o primeiro espaço público de Goiânia idealizado para receber confortavelmente pessoas com necessidades especiais e idosos. Além disso, os visitantes da Praça podem desfrutar do pet place, um parquinho exclusivo para animais de estimação. 

Foi inspirado na Praça do Sol que surgiu o novo empreendimento da parceria entre a City Soluções Urbanas e OM Incorporadora: o Legend Praça do Sol. Leia mais sobre a praça e o Legend Praça do Sol aqui

Então, gostou deste post? Que tal acompanhar mais publicações como esta? Acompanhe nosso blog e siga nossos perfis no Facebook e Instagram





Comentários estão fechados.