A arte que encanta os olhos

Por Redação em 6 de maio de 2015

Representar as funções do mundo real ou imaginário por meio da criação de obras, desenhos, pinturas, gravuras, esculturas e colagens utilizando elementos visuais e táteis, esse é um dos objetivos das artes plásticas.

A arte sempre acompanhou a vida e dá a ela um colorido especial. Na próxima sexta-feira (8) de maio, comemora-se o Dia do Artista Plástico – a data foi criada em 1950 para homenagear o precursor das artes plásticas no País, José Ferraz de Almeida Júnior. Ele nasceu na referida data em Itu, interior de São Paulo.

Em sua obra, José retratou o homem do povo em sua rotina, o que contrastava com o que existia de arte à época –  centrado no Romantismo europeu, com quadros históricos de verdadeiras epopeias e acontecimentos históricos.

Inclinado às artes desde pequeno, José contou com o apoio do padre Miguel Correa Pacheco – seu primeiro incentivador em sua cidade natal. José Ferraz é conhecido por obras como “As Lavadeiras” (1875), “Caipiras Negaceando” (1888), “Caipira Picando Fumo” (1893), “Amolação Interrompida” (1894), “A Partida da Monção” (1898) e o “Violeiro” (1899).

Desde então, às artes plásticas cresceram e tomaram rumos mais contemporâneos. Um destaque no cenário goianiense é o artista, Marcelo Solá. O seu traçado flerta com a serigrafia, a produção gráfica, a caligrafia e técnicas de desenho. Para ele, “Estar vivo já é uma inspiração por si só. A minha arte tem referência na música, literatura, arquitetura, cinema e poesia”.

Entre tantas referências, o artista relembra de pessoas que se destacaram nas suas produções. “A suíça radicada no Brasil, Mira Schendel e Arthur Bispo do Rosário que tem sua arte entre seus delírios e momentos de sanidade”, aponta o artista.

Marcelo Solá já participou de exposições importantes no Instituto Tomie Ohtake, na Funarte em Brasília, nos Museus de Arte Moderna do Rio de Janeiro e de São Paulo, no Centro Cultural São Paulo, na 25ª Bienal de São Paulo. Também levou sua arte para o Festival de Cultura da Bélgica e no Drawing Center em Nova Iorque.

Quando a questão é arte, a City Soluções Urbanas busca sempre inovar em suas propostas que agregam sofisticação, elegância e aconchego.  Entre tantos artistas, Marcelo Solá traduz em arte a expressão da descontração aos ambientes.  Para o arquiteto, Victor Tomé as pessoas tem buscado um quê de encanto em seus novos apartamentos e utilidade tanto para espaços como os artigos que são utilizados neles.

TAGS

CADASTRE-SE E receba conteúdos exclusivos.

Por favor! Informe o seu nome.
Por favor! Informe o seu e-mail.

Ao prosseguir, você concoda com nossa Política de Privacidade.

URBAN JUNGLE, A TENDÊNCIA QUE VAI DAR MAIS VIDA PARA A SUA DECORAÇÃO

8 de janeiro de 2021

Os projetos de decoração e de construção dos ambientes internos dos lares se tornaram espelho da personalidade dos moradores, não é mesmo? Mais do que isso, o planejamento de um projeto de arquitetura residencial busca não apenas atender às demandas de espaço, mas também, proporcionar ambientes que provoquem sensações de bem-estar para os moradores. A…

KOSUSHI MIAMI: O MELHOR DA CULTURA ANCESTRAL E CONTEMPORÂNEA DO JAPÃO, CRIADA NO BRASIL, ATERRISA EM MIAMI.

8 de abril de 2020

O MELHOR DA CULTURA ANCESTRAL E CONTEMPORÂNEA DO JAPÃO, CRIADA NO BRASIL, ATERRISA EM MIAMI. A colônia de imigrantes e descendentes de japoneses de São Paulo é uma das maiores do mundo. Por isso, opções e experiências não faltam quando o assunto é a comida nipônica, que aos poucos ganhou toques brasileiros para conquistar ainda…

MORADA MÁGICA

2 de abril de 2020

MORADA MÁGICA Para um casal que vive na ponte aérea   O clássico e o contemporâneo mesclam-se neste projeto de Victor Tomé, no City Vogue Praça do Sol, para um casal que gosta de receber a família e os amigos no apartamento quando estão em Goiânia. É que durante a semana, a moradora trabalha em…