BLOG



City Vogue Praça do Sol, por Victor Tomé

| 30 de outubro de 2019


Logo na entrada do apartamento, no trigésimo primeiro andar do City Vogue Praça do Sol, o arquiteto Victor Tomé surpreende o visitante: no hall, o painel de madeira vazado esconde parte da vista da sala de estar, enquanto guia quem acaba de chegar até um dos destaques do projeto, o piano que pertenceu mãe dele, um presente da avó do profissional para filha. O belo instrumento musical está na família há 25 anos e agora ganhou lugar privilegiado no amplo living integrado do apartamento.

 

 

 

 

A arquitetura de interiores do projeto é clean, com mobiliário pontual e elegante. O profissional optou por peças de design minimalista em tons neutros, que dialogam com as obras de arte contemporâneas, assinadas pelo artista plástico goiano Marcelo Solá, com o verde do jardim vertical do living e também com o skyline de Goiânia, que invade o apartamento com fechamento em vidro. Para acrescentar ainda mais modernidade ao projeto, Victor Tomé explorou a madeira de duas formas diferentes. “A primeira delas é vista logo no hall e na sala de jantar, com acabamento envernizado escuro. Depois, o material foi trabalhado em painéis ripados, pintados de cinza, que permeiam todo apartamento”, explica o arquiteto. Eles estão na bancada da cozinha, combinando com o mármore preto e branco Gris Armani, no home theater e na suíte master. A tonalidade também predomina nos armários de madeira que compõem o closet, iluminados por luzes embutidas no teto e ao redor do grande espelho da penteadeira, e ainda no banheiro, que tem dois acessos distintos. O cinza traz ainda mais leveza para a banheira branca, rodeada de vidro e espelhos.

 

 

 

 

O layout amplo dos ambientes do apartamento de Victor Tomé torna o projeto atemporal e sofisticado. “A planta do City Vogue Praça do Sol, para mim é perfeita. Sem pilares no living, podemos explorar a integração da área comum da casa ao máximo, não tem limitação”, revela o profissional. “Esse é um dos projetos mais especiais da empresa, eu acompanhei de perto a obra e, por isso, é como um filho. Ainda tem conveniências que eu acho fantásticas: o prédio possui gerador de energia próprio, são dois elevadores sociais, 5 vagas na garagem, a região é tranquila e de fácil acesso e a vista é linda”. Atrativos mais do que suficientes para que o arquiteto ficasse com o apartamento.





Comentários estão fechados.