Home / Entrevista: Triptyque Architecture

Entrevista: Triptyque Architecture

Por Redação em 23 de março de 2020

Confira a entrevista exclusiva como escritório franco-brasileiro que assina junto a City Soluções Urbanas e OM Incorporadora o novo conceito de design no sentido mais amplo.

 

OM E CITY: O QUE MAIS INSPIRA O TRABALHO DA TRIPTYQUE ARCHITECTURE?

 

Greg Bousquet: Projetos que carregam ousadia e, ao mesmo tempo, se integram aos cenários urbanos. Criar formas diferentes por fora que se traduzem em experiências marcantes por dentro. Pra nós, a arquitetura é conceito pra ser vivido, sentido. E é por isso que pra nós, novidade e usabilidade são ingredientes na mesma receita. Desde que essa mistura seja capaz de provocar uma sensação incrível.

 

OM E CITY: DEPOIS DE CRIAÇÕES EM PARIS, HUNINGUE, COURBEVOIE, SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO, O TRAÇO DA TRIPTYQUE CHEGA A GOIÂNIA. QUE SENSAÇÕES ESTE PROJETO TRAZ PARA A CAPITAL GOIANA?

 

Greg Bousquet: Goiânia é uma cidade nova que, por essência, adora novidade. E a novidade arquitetônica é inspiradora. Ela transforma o local, a paisagem, transforma a experiência de morar, de sentir o dia a dia. É com este raciocínio que criamos o projeto: tenho o design no centro de uma nova experiência pra quem vê e pra quem vive. Uma torre que veio pra ser referência.

Vista varanda Blanc Casa Design

OM E CITY: A FACHADA OUSADA É UMA MARCA DOS NOSSOS LANÇAMENTOS. NO BLANC CASA DESIGN, A ASSINATURA DA TRIPTYQUE VEIO PARA ESTABELECER MAIS UM MARCO NA CIDADE. CONTE-NOS SOBRE ESSE DESENHO.

 

Greg Bousquet: Sabendo do DNA ousado das incorporadoras, e com a missão de assinar um projeto que também deixasse a nossa marca na cidade, pensamos uma fachada com composição tridimensional, constituída por várias camadas que, por meio de profundidade e avanços, criam um movimento. Unidades especiais de apartamentos ganham destaque na fachada: volumes maiores, em diferentes alturas e pontos do desenho. Com tantos elementos volumosos, escolhemos a cor branca para neutralizar o excesso e agregar harmonia com sofisticação. No alumínio grafite das esquadrias, todo o composto branco ganha o toque moderno que faltava.

 

Fachada Blanc Casa Design

OM E CITY: AGORA SOBRE OS APARTAMENTOS, QUE NOVAS EXPERIÊNCIAS O DESIGN TRAZ PARA OS MORADORES?

 

Greg Bousquet: Amplitude e luz. As esquadrias que vemos como elementos marcantes no desenho da fachada são, do lado de dentro, as “paredes” das salas dos apartamentos. As plantas foram pensadas de forma que toda unidade tenha uma sala com vista de 90o – feitas com muitas esquadrias e grande área de aberturas. Um detalhe que proporciona amplitude indescritível: é preciso ver para sentir a diferença. A vista e o acabamento transparente são capazes de trazer uma mistura de liberdade e sofisticação. E muito disso, claro, por causa da ampla incidência de luz natural.

CADASTRE-SE E receba conteúdos exclusivos.

Por favor! Informe o seu nome.
Por favor! Informe o seu e-mail.

Ao prosseguir, você concoda com nossa Política de Privacidade.

Conheça os hotéis luxuosos assinados por Patrícia Anastassiadis

27 de maio de 2021

Referência internacional na hotelaria, a arquiteta e designer Patrícia Anastassiadis entende como poucos como unir a sofisticação dos hotéis ao acolhimento de uma casa. Conheça um pouco da trajetória dessa profissional que assinará seu primeiro projeto em Goiânia.

Apartamento com jeito de casa é a nova tendência de moradia em Goiânia

22 de janeiro de 2021

Em tempo de pandemia as pessoas tiveram que ficar mais tempo dentro dos lares delas. Isso fez com que grande parte das pessoas passassem a olhar para suas moradias com outra perspectiva. O resultado disso foi que a residência voltou a ser supervalorizada pelas famílias.

Urban jungle: Conheça a tendência que vai dar mais vida para a sua casa

8 de janeiro de 2021

Os projetos de decoração e de construção dos ambientes internos dos lares se tornaram espelho da personalidade dos moradores, não é mesmo? Mais do que isso, o planejamento de um projeto de arquitetura residencial busca não apenas atender às demandas de espaço, mas também, proporcionar ambientes que provoquem sensações de bem-estar para os moradores.