BLOG



KOSUSHI MIAMI: O MELHOR DA CULTURA ANCESTRAL E CONTEMPORÂNEA DO JAPÃO, CRIADA NO BRASIL, ATERRISA EM MIAMI.

| 8 de abril de 2020


O MELHOR DA CULTURA ANCESTRAL E CONTEMPORÂNEA DO JAPÃO, CRIADA NO BRASIL, ATERRISA EM MIAMI.

A colônia de imigrantes e descendentes de japoneses de São Paulo é uma das maiores do mundo. Por isso, opções e experiências não faltam quando o assunto é a comida nipônica, que aos poucos ganhou toques brasileiros para conquistar ainda mais o público nacional. Esta fusão bicultural inspirou o chef brasileiro George Koshoji a buscar novas técnicas e sabores no Japão antes de abrir o estrelado restaurante Kosushi na capital paulista.

A casa abriu as portas em 1988, no bairro do Ipiranga, mas consolidou-se no Itaim Bibi e hoje tem uma nova unidade no Shopping Cidade Jardim. Entre os feitos memoráveis da equipe está a desejada estrela do Guia Michelin, conquistadas anualmente entre 2015 e 2019. Agora o Kosushi vive uma nova fase: a inauguração da primeira casa internacional, em Miami.

 

Os apreciadores da gastronomia destacam o frescor e alta qualidade de ingredientes servidos pelo chef, que surpreende oferecendo criações inovadoras junto com o sócio, o empresário Carlos Augusto Carvalho. A maestria e a precisão dos cortes e a delicadeza dos sabores nos pratos revelam a dedicação e amor de George pelo que faz. Autoridade na culinária japonesa, assina uma cozinha que combina tradição com técnicas e combinações inusitadas.

 

 

Quebrando as barreiras geográficas, o japonês brasileiro chega aos Estados Unidos no bairro de South Pointe, em Miami Beach, com o objetivo de criar uma experiência culinária única para os clientes. O Kosushi Miami reproduziu o estilo de cozinha do chef George, sob o olhar estrito do chef executivo Edwin Delgado. Nascido em Medellin, Colômbia, Delgado desenvolveu um interesse precoce pela culinária japonesa e trabalhou com chefs renomados mundialmente, como no restaurante Nobu e ao longo dos últimos 19 anos aperfeiçoou suas técnicas, aprimorando as suas sensibilidades culinárias.

 

O cardápio apresenta os tradicionais do Kosushi como: Dyo ikura codorna: fina fatia de atum, shari (arroz japonês) com gema de ovo de codorna e ovas de ikura, Temaki de atum avocado: atum, avocado e ovas de massago e Tamago Furai: ovo orgânico, cozido em temperatura baixa, empanado na farinha panko com ovas de ikura, azeite trufado e batata doce crocante. O sushi nigiri ao estilo Kosushi é um dos destaques, que surpreende a cada pedida – junto com os próprios pratos de assinatura criados especificamente para a cena gastronômica de Miami. Também estão disponíveis pratos de fusão asiáticas como saladas, grelhados e sopas.

 

Além do cardápio de comida, a casa em Miami conta com uma seleção exclusiva de coquetéis, criada pelo icônico mixologista brasileiro Márcio Silva, com bebidas como “Shokobutsuen”, feitas com Gin, suco de limão fresco, manjericão, pepino, hortelã e xarope de açúcar orgânico. A lista de vinhos e saquês do restaurante exibe os perfis de sabor para todos os paladares.

 

 

TRAÇOS DE ARTHUR CASAS A arquitetura é um show à parte, projetada pelo também premiado Arthur Casas, que assinou anteriormente as unidades de São Paulo. O restaurante é moderno, acolhedor e original. O salão é ancorado por um sushi bar redondo localizado no centro, onde os clientes podem assistir ao chef preparar o sushi. O empenho do Studio Arthur Casas era de criar uma atmosfera, despertando novas percepções, sentimentos e conexões através do uso de materialidade, iluminação, cores e texturas. Inspirado na carpintaria japonesa, especialmente na arte que consiste em criar estruturas de madeira com juntas intrincadas e sem cola ou suportes metálicos, o design de marcenaria do restaurante foi um ativo importante para alcançar a visão de design para o projeto. Uma técnica que é a marca registrada da arquitetura tradicional japonesa aplicada de maneira contemporânea e que fornece aos visitantes a aparência que imaginamos do que seria o encontro da tradição com a modernidade.

Formas orgânicas no sushi bar e nas áreas de mesas contrastam com as linhas ortogonais da marcenaria do teto rebaixado, a fim de alcançar equilíbrio e harmonia visuais. Um banco de forma orgânica compõe o restante da área de mesa, permeada por corredores confortáveis para facilitar as operações do dia a dia no restaurante.

 

O tom claro de madeira de carvalho caracteriza a marcenaria no teto do restaurante e foi combinado com tons acinzentados e textura de concreto nas paredes, para trazer um ar elegante aos espaços. Além disso, todos os metais do projeto são em tom bronze, criando uma combinação harmônica com o carvalho claro. Dessa forma, o projeto arquitetônico oferece aos clientes uma experiência não apenas palatável, mas também sensorial, enraizada na cultura, gastronomia e arquitetura japonesas. Mas também traz um sabor brasileiro por meio do mobiliário, das combinações de tecidos e dos acabamentos.

 

A trajetória de sucesso da marca pode ser um bom presságio herdado pelo nome do restaurante. É que KO significa “tartaruga” no Japão e, reza a lenda, que os animais vivem dez mil anos regados a muito saquê e, por isso, são símbolo de felicidade e bom agouro. KO ainda significa a excelência do número 1, o que não poderia estar mais de acordo com o sucesso internacional do Kosushi.





Gostaria de mais informações?

Por favor! Informe o seu nome.
Por favor! Informe o seu e-mail.
Por favor! Informe o seu whatsapp para contato.

Ao prosseguir, você concoda com nossa Política de Privacidade.